A alimentação portuguesa, ainda que esteja restrita a um espaço geográfico relativamente pequeno, mostra influências atlânticas e também mediterrânicas (incluindo-se na chamada “dieta mediterrânica”), como é visível na quantidade de peixe consumida tradicionalmente. Muito mudou desde que Estrabão se referiu aos Lusitanos como um povo que se alimentava de bolotas
A base da gastronomia mediterrânica, assente na trilogia do pão, vinho e azeite, repete-se em todo o território nacional, acrescentando-se-lhe os produtos hortícolas, como em variadas sopas, e os frutos frescos. A carne e as vísceras, principalmente de porco, compõem também um conjunto de pratos e petiscos regionais, onde sobressaem os presuntos e os enchidos. Com o advento das descobertas marítimas, a culinária portuguesa rapidamente integrou o uso de especiairias, do açúcar, além de outros produtos, como o feijão e a batata, que foram adotados como produtos essenciais
 
Estudos diversos parecem indicar que Portugal é o país “mediterrânico” que menos alterou os seus hábitos alimentares tradicionais! 
Por sua vez, a presença portuguesa no mundo ao longo da história, principalmente durante os Descobrimentos do século XV e nos territórios do império português, influenciou em ambos os sentidos, com os Portugueses a importarem técnicas e novos ingredientes e a deixar também a sua marca em países tão distantes como o Brasil, Índia e Japão.
 
Já agora, em 2015 foi aprovado pela Assembleia da República, por unanimidade, a instituição do Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa (Projeto de Resolução n.º 1453/XII). Este dia ocorre em cada último domingo de maio, reconhecendo-se, assim, a importância da gastronomia enquanto elemento económico, cultural e social!

RECEITA NA CATEGORIA DE SNACK: Peixinhos da Horta 

Ingredientes: 

  • 400 g de feijão verde
  • 2 ovos
  • 2 dl vinho branco
  • 100 g farinha
  • 1 colher de sopa de azeite
  • sal e pimenta q. b.
  • óleo para fritar

Confeção:

  1. Lavar o feijão verde, para depois cortar as pontas e retirar os fios;
  2. Cozer o feijão em água a ferver com sal, durante cerca de 10 minutos, devendo escorrê-los muito bem a seguir;
  3. Preparar um polme leve e cremoso para fritar os feijões verdes reservados anteriormente, devendo misturar-se bem os seguintes ingredientes: os ovos inteiros, a farinha, o vinho branco e o azeite, temperando tudo a gosto com sal e pimenta;
  4. Num recipiente fundo, aquecer óleo suficiente para fritar os feijões verdes;
  5. Mergulhar os feijões verdes no polme, para depois os colocar a fritar, mas poucos de cada vez;
  6. Quando ficarem dourados de ambos os lados, retirar os “peixinhos da horta”, deixando-os escorrer em papel absorvente;
  7. Para servir, basta distribuí-los numa pequena travessa, podendo ser quando ainda estão quentes ou frios.

RECEITA NA CATEGORIA DE PEIXE: Bacalhau à Brás

Ingredientes:

  • 400 g de bacalhau demolhado e congelado
  • 400g de batatas
  • 2 cebolas
  • 3 dentes de alho
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 6 ovos
  • Sal, pimenta, salsa picada e azeitonas pretas q. b.
  • Óleo para fritar
Confeção:
  1. Escaldar o bacalhau durante cerca de 10 minutos numa panela com água a ferver, devendo depois retirá-lo da água e deixar arrefecer, para ainda retirar a pele e as espinhas e desfiar o bacalhau;
  2. Entretanto, descascar as batatas e lavá-las bem, devendo até colocá-las sobre um pano para as secar também bem;
  3. Cortar as batatas às rodelas finas, para logo a seguir colocar algumas, umas por cima das outras, de forma a cortá-las também na vertical o mais fino possível, tornando-as, assim, em “batatas palha”;
  4. Fritar as “batatas palha” numa frigideira com óleo bem quente, deixando-as alourar um pouco, de ambos os lados;
  5. Depois de serem retiradas para um prato com papel absorvente e esperar algum tempo, colocar um pouco de sal fino por cima a gosto;
  6. Logo a seguir, tratar de refogar as cebolas e os alhos no azeite, juntar o bacalhau já desfiado, deixando-o absorver o próprio azeite;
  7. Adicionar depois a “batata palha”, mexendo tudo muito bem;
  8. Algum tempo depois, verter os ovos previamente batidos, estes, por sua vez, temperados com sal e pimenta;
  9. Manter o lume baixo para envolver bem, mexendo sempre até os ovos ficarem na consistência certa;
  10. Para servir, polvilhar com salsa picada, enfeitando o prato com azeitonas pretas.
0
(Visited 36 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *