Já todos nós sabemos o quanto é importante, na continuação também do texto a propósito de O REGRESSO ÀS AULAS E O REEQUILÍBRIO ALIMENTAR DAS CRIANÇAS!tomar o pequeno-almoço antes de sair de casa, devendo ser o mais rico possível em nutrientes para se começar bem o dia com toda aquela energia necessariamente vital ao nosso organismo!

Por exemplo, e de acordo com alguns dados estatísticos, 1 em cada 5 crianças vão para a escola sem tomar o pequeno-almoço, devido à falta de tempo e à falta de apetite matinal.

Mas por que não tentamos contornar de vez esta situação, apropriando-nos apenas de algumas estratégias simples e caseiras?



Comecem por:
– Deixar a mesa preparada de véspera
– Decidir de véspera o que deverá ser tomado ao pequeno-almoço, deixando já algumas coisas preparadas para o dia a seguir, conservando tudo no frigorífico se necessário
– Acordar alguns minutos mais cedo para tomar o pequeno-almoço com a devida calma, pois irá sentir-se recompensado até mais tarde

No que diz respeito à falta de apetite, sugiro experimentarem a tomar algo leve logo pela manhã, como um iogurte ou um copo de leite, para depois, à medida que o organismo se for habituando, ir adicionando, aos poucos, outros componentes mais completos.
Tornem este no vosso hábito mais premente em vossas vidas, ajudando a promover, ao mesmo tempo, também com a ajuda dos mais novos, a saúde e o bem-estar! 
 
 
IOGURTE NATURAL CASEIRO 
(confecionado na Bimby)
 
Ingredientes:
 
-1l de leite gordo do dia
-1 iogurte natural de compra, açucarado ou não (ou então guarde sempre 1 frasco do que resultar desta receita para utilizar na vez seguinte)
-1 unidade de preparado em pó para iogurte caseiro (ou então 50 gr de leite em pó)
Confeção:

1)Colocar, no copo da Bimby, o leite, o iogurte e o leite em pó
2)Programar 4 min/50°C/vel 3
3)Abafar o copo da Bimby com uma manta durante 13 horas, dependendo a espessura do iogurte da forma como abafa (ou então distribuir logo o preparado anterior por cerca de 8 copos de iogurte e abafar tudo muito bem cerca de 12h)
4)Colocar o iogurte no frigorífico, já distribuído pelos vários recipientes, devendo esperar algum tempo até servir (experimente a colocar um pouco do Doce de Pêra com Nozes descrito mais abaixo, nesses mesmos recipientes, ainda antes de verter o iogurte acabado de fazer na Bimby)
 
PÃEZINHOS DE QUEIJO 
Ingredientes:
 
-500 gr de polvilho doce para confeção de pãezinhos de queijo
-2 chávenas de leite
-1 chávena de óleo
-4 ovos
-2 chávenas de queijo ralado
-sal q. b.

Confeção:

1)Ferver o leite com o óleo e o sal
2)Escaldar o povilho e deixar arrefecer
3)Adicionar os ovos previamente batidos, amassando tudo muito bem
4)Fazer bolinhas com as mãos, de forma a serem dispostas num tabuleiro coberto de papel vegetal 
5)Levar o tabuleiro ao forno, já previamente aquecido a 180ºC, até os pãezinhos ficarem douradinhos (experimente a provar um pãozinho de queijo, ainda quente, com um pouco de Geleia de Pêra descrita mais abaixo)


E talvez uma das formas mais deliciosas de preservar alimentos seja a de criar conservas, especialmente se forem baseadas em açúcar, que é o que dá origem a todo o tipo de doces, compotas, geleias, conservas ou marmeladas; porém existem algumas diferenças:

Doce ( Produto Fervido de Açúcar com Pedaços de Frutos )
Produto açucarado, criado por ferver açúcar com um fruto que tende a não se desfazer totalmente, daí doces tendem a ter pequenos pedaços de fruto. Exemplos comuns são o doce de tomate ou de cenoura.

Compota ( Puré de Fruto Açucarado )
Conserva feita com frutos e/ou vegetais inteiros ou em pedaços, cozidos aos pedaços em açúcar e algum líquido, que pode ser água ou sumo de fruta que ao cozinhar tendem a desfazer-se e são consumidos como um puré. Exemplos comuns são: compota de maçã, abóbora ou casca de laranja.

Geleia ( Sumo de Fruto Açucarado e Gelificado )
Tipo especial de conserva em que os frutos são cozidos com bastante líquido, normalmente em sumo de fruto, mas também pode ser com vinho ou água, e é claro com açúcar, que depois é coado e se torna num gel translúcido quando arrefece, dai o seu nome. Exemplos comuns são: geleia de morango, de limão, de laranja ou de framboesa.

Conserva ( Fruto ou Pedaços de Fruto Preservados numa Calda )
Quando se trata de preservar um fruto inteiro ou parcialmente partido, numa calda açucarada, podendo-se cozinhar ou não o fruto. Exemplos comuns são: conserva de pêra, de pêssego ou de ananás.

Marmelada ( Puré Sólido do Marmelo cozido em Açúcar )
Puré cozido com açúcar em partes iguais com o fruto com o objetivo de o conservar, normalmente tem uma consistência sólida, devido à marmelada ter tanta pectina. Por exemplo, a marmelada é criada a partir do marmelo e é uma especialidade da doçaria regional portuguesa (marmelada de Odivelas), tendo correspondência com a goiabada é uma especialidade brasileira criada a partir da goiaba.


DOCE DE PÊRA COM NOZES

 
Ingredientes:

-2 kg de pêras
-1 kg de açúcar mascavado
-1 casca de limão
-2 estrelas de anis
-100 gr de miolo de noz picado e tostado


Confeção:

1)Levar ao lume as pêras descascadas e cortadas em pequenos pedaços
2)Juntar o açúcar, a casca de limão e as estrelas de anis
3)Quando as pêras estiverem cozidas, retirar a casca de limão e a estrelas de anis, para depois triturar tudo muito bem com a varinha mágica
4)Levar novamente ao lume, adicionando o miolo de noz picado e tostado

5)Deixar apurar até o doce atingir o ponto desejado
6)Colocar em frascos herméticos e esterilizados


GELEIA DE PÊRA

 

Ingredientes:

-cascas e caroços de 2 kg de pêras
-açúcar branco
-sumo de 1/2 limão

-1 casca de limão

Confeção:

1)Colocar as cascas e os caroços das pêras num tacho, para depois cobrir com água 
2)Juntar a casca e o sumo de limão, deixando ferver em lume baixo durante 50 minutos com o tacho tapado
3)Coar o líquido por um pano, espremendo bem todas as cascas e caroços 
4)
Pesar o líquido obtido, para logo a seguir adicionar o açúcar na proporção de 3 (líquido) para 2 (açúcar)
5)Levar novamente a ferver até ficar espesso e gelatinoso
6)Esperar arrefecer, para a seguir guardar em frascos esterilizados e herméticos

 

 

Para terminar, saliente-se qual o papel que o açúcar de facto desempenha em situações como as descritas acima:
 
– Integridade da Conserva:
Com o cozimento do vegetal ou fruto com o açúcar, este modifica a química e a estrutura da conserva, o aquecimento ajuda a pectina a unir-se com o açúcar e a criar o gel que cria a conserva.
– Conservante:
Produtos com elevado nível de açúcar têm uma vida útil muito mais longa do que aquelas com pouco ou nenhum açúcar adicional. Isto significa que um fruto que naturalmente tem pouco açúcar não se vai conservar por tanto tempo, logo frutos preservados numa calda leve, não aguentam tanto tempo que frutos preservados numa calda bem forte rica em açúcar.


E… até ao próximo texto, com mais receitas saudáveis e saborosas!


0
(Visited 8 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *