Ainda sobre o dia de ontem, 18 de janeiro, o Dia Internacional do Riso, neste dia procura-se chamar à atenção para a importância de rir, pois o riso é um comportamento humano que traz muitos benefícios ao nível do nosso bem-estar físico e mental, como por exemplo e de acordo com www.calendarr.com

– Redução do stress
– Queima de calorias
– Melhoria da qualidade de sono
– Fortalecimento abdominal
– Combate ao surgimento de rugas
– Melhor circulação sanguínea
– Melhor respiração
– Melhoria da digestão
– Fortalecimento do sistema imunológico
– Estímulo da criatividade
– Criação de laços com outras pessoas

Por outro lado, tal como também se pode ler no texto Rir é o melhor remédio, da autoria de Fernando Ilharco, datado de 30 de julho de 2017, em http://www.cmjornal.pt:
 Não é intuitivo, mas a origem do riso é alimentação. Sentimo-nos bem quando rimos e sentimo-nos bem quando comemos. São milhões de anos de evolução, de processos complexos, e o riso assenta de facto nos mesmos processos corporais que a alimentação.” 

E ainda, tal como está igualmente escrito no livro Amar, rir e comer: E outros segredos de longevidade do povo mais saudável do planeta, por Dr. John Tickell, da editora Valentina, onde “conta o segredo da vida longa: MODERAÇÃO. Moderação em tudo, exceto no amor, no riso, no peixe e nos vegetais, claro”: 

“Uma boa comida é uma das grandes alegrias da vida. Dignifica reuniões de família e todo tipo de encontros e celebrações.”

A intitulada Terapia do Riso, apesar de milenar no oriente, no ocidente existe como método terapêutico desde a década de 60, com o relato de reversão de uma violenta doença degenerativa, do jornalista americano Norman Cousin, que se auto-medicou com a Terapia do Riso.

Depois disso, o americano Hunter Adams, conhecido como Patch Adams já implantava o método em hospitais e escolas desde a sua época de estudante. Era comum vê-lo atender seus pacientes com nariz vermelho ou peruca de palhaço:
Cientificamente, o riso pode ser considerado como um grande estimulador da cura. O riso e as gargalhadas são responsáveis por mandarem uma ordem para o cérebro, através do hipotálamo, para sintetizar uma família de substâncias chamadas de endorfinas, mais precisamente as betas endorfinas. Essas substâncias, que são produzidas nos momentos de bom humor e conseqüentemente do riso, são analgésicas, similares às morfinas, mas com potência cem vezes maior.
 
Já agora, existem diferentes variáveis quanto ao aparecimento da cárie e das doenças nas gengivas, sendo os cuidados básicos de higiene oral e a alimentação os mais importantes!

E para além da necessidade de ir ao seu médico dentista mais ou menos entre cada 6 meses, a dieta adequada para manter a saúde dos seus dentes e gengivas deverá ser baseada em: 
 
– alimentos ricos em fibras, pois a mastigação de alimentos com alto teor de fibras promove a autolimpeza dos dentes, evitando a formação da placa bacteriana
– alternativas ao tradicional leite de vaca, tais como sardinha em lata, semente de gergelim e de linhaça, laranja e legumes de tonalidade verde escura; 
– bastante água, também sob a forma de sumos ou chás, por manter os níveis corretos dos minerais no organismo, estimulando a salivação e ajudando na manutenção e limpeza de toda a boca e dentes;
– níveis equilibrados de vitamina C, existindo nos citrinos, morangos, kiwi, bróculos, tomate e pimentos amarelos, não devendo ser ultrapassar, sob pena de desmineralizar os dentes, enfraquecendo-os.
– alimentos com vitamina D, existente no óleo de fígado de bacalhau, na gema do ovo, ostras, sumo de laranja, atum e sardinha enlatados, cogumelos, salmão, etc, para além da necessidade de apanhar banhos de sol.
Desta forma ficamos definitivamente preparados para «fugir» ao verdadeiro stress e ansiedade, faltando só quase aprender a controlar melhor os nossos próprios pensamentos negativos e incluir a atividade física na nossa vida quotidiana, para além de uma boa seleção de alimentos ao longo do dia!
 
E sendo este o ponto de partida para se conseguir gerar um certo metabolismo mais salutar em nós, onde predomine sobretudo o equilíbrio e a sensatez das nossas ações e reações perante os outros, logo está na hora de preencher a sua dieta com algo que seja capaz de estimular o bom funcionamento do sistema nervoso, desintoxicar o fígado e intestinos, ou seja, acabar de vez com aquela irritação precoce e mandar embora a tristeza que há em si!

Valorize-se então e tenha uma boa cumplicidade para com os alimentos que facilitem exatamente a limpeza das impurezas do seu próprio organismo, como por exemplo no caso da adrenalina que causa stress e ansiedade, ou dos cortisóis que causam melancolia e depressão.
 
E cuidado com o exagero na toma de certos alimentos, podendo gerar igualmente desequilíbrios hormonais que desencadeiem o seu mau humor e a sua falta de empenho no geral!
 
Idealmente devem serem escolhidos os da estação em que nos encontramos, para além de que devem ser consumidos crus, ou pelo menos confecionados da forma mais simples e natural possível, uma vez que muitos deles perderão as suas propriedades funcionais, sendo ainda preferível os de origem biológica!

0
(Visited 13 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *