O dia 14 de março

tarte de maçãs e nozes

Sabia que… o dia 14 de março foi uma data marcante, não só para os amantes da Culinária, mas também para os amantes de Matemática, como eu?!

Nesse dia, celebrou-se o Dia do Pi, ou seja, o dia do fascinante número irracional 3,14159…, que foi uma tradição surgida em São Francisco nos Estados Unidos, graças ao físico Larry Shaw, o intitulado “príncipe do Pi”! E se, desde a sua primeira grande comemoração em 1987, a tradição segue à risca com a própria pronúncia do Pi em inglês, uma vez que se assemelha muito à palavra Pie (torta), nada melhor do que festejarmos esta outra data de aniversário com uma receita de… tarte de maçã e nozes!

E sabia que… nessa mesma data costuma festejar-se ainda o nascimento do imbatível Albert Einstein!?

Por isso, se, por acaso, ao nível escolar/profissional, escolheu ser Chef de Cozinha, ou simplesmente um modesto cozinheiro, só porque Portugal, nomeadamente antes da pandemia, estava a tornar-se num dos destinos turísticos mais procurados, como forma de escapar à Física, Química, Biologia ou Matemática, engane-se, tendo-se tornando exatamente num género de… «engenheiro de alimentos», cuidado!

Entretanto, mais acontecimentos importantes alusivos à mesma data:

  • O físico e pesquisador britânico Stephen Hawking morreu aos 76 anos, em Cambridge, na Inglaterra, sendo um cientista mundialmente reconhecido pelas suas pesquisas com buracos negros espaciais, cosmologia, mecânica quântica e pela ampliação do estudo sobre a teoria da relatividade, proposta por Albert Einstein, que, inclusive nasceu em 14 de março de 1879, para a qual, dois séculos antes, também Isaac Newton já tinha mostrado a existência dessa mesma força, elaborando a Lei da Gravitação Universal, devido à célebre queda de uma maçã

E, por curiosidade, leiam-se abaixo mais algumas curiosidades em torno de uma simples maçã:

  • Em 1976, a Apple nasceu com Steve Jobs e Steve Worníak, com a ajuda de Roland Wayne, que projetaram um logo complexo com um homem debaixo de uma árvore com uma maçã na mão, fazendo provavelmente alusão a Isaac Newton, mas que logo modificaram  a logo ao adotarem a maçã mordida, desenhada por Rob Janoff
  • A Torta de maçã do restaurante Ráscal, em São Paulo, tem por base uma receita inspirada nas «tortas da vovó Donalda», logo implementadas nos desenhos da Disney, do Pato Donald e dos seus sobrinhos (Huguinho, Zezinho e Luizinho)
  • O termo «maçã» aparece até nos registos mais antigos, como a Bíblia, em que foi justamente uma maçã vermelha e apetitosa que fez com que Eva caísse em tentação, mas sempre leve e saborosa, sendo esta uma espécie típica de locais com clima frio, mas consumida em todo o mundo

Por último, mas não menos importante, neste Blog pode ainda encontrar outras sobremesa que incluem maçã, tais como:

(fontes: https://demodelando.wordpress.com/tag/torta-de-maca/

https://receitas.ig.com.br/a-internacional-torta-de-maca/n1597058629887.html

https://tecnologia.ig.com.br/2018-03-14/dia-pi-doodle.html

https://blog.tbox.com.br/apple-pie-torta-de-maca/

http://www.mundodigital.net.br/index.php/noticias/ciencia/5702-a-queda-da-maca-revelou-a-forca-da-gravidade

http://desafiosgastronomicos.blogspot.com/2012/05/desafio-preparar-legitima-torta-de-maca.html

https://www.magodaspanelas.com.br/2011/11/ciencia-na-cozinha-mais-presente-do-que.html)

Uma Breve História Da Torta De Maçã Na América

«A primeira menção escrita da maçã é a de Alexandre, o Grande, em 328 aC: ele notou que as maçãs do Cazaquistão pareciam “esquecidas”, antes de trazê-las de volta à Macedônia para serem cultivadas. No final do século XIV, tortas doces e salgadas já eram uma parte importante da cultura alimentar na Inglaterra, e por isso não é de surpreender que as maçãs tenham entrado nesses doces; no entanto, eles tradicionalmente eram feitos sem crosta devido ao alto preço do açúcar. Não foi até o século 15 que os padeiros holandeses transformaram a torta de maçã sem crosta na pastelaria estilo treliça que comumente vemos hoje. Apenas um século depois, as tortas puderam ser encontradas em toda a Europa, incluindo Itália, Alemanha e França.

A América do Norte, no entanto, é o lar de apenas um tipo de maçã: o ‘crabapple‘. Popularizado pelo conto de Johnny Appleseed, o equívoco comum é que este jovem produziu maçãs deliciosamente deliciosas para comer; pelo contrário – a maçã crabapple é uma fruta azeda e não comestível que o Sr. Appleseed supostamente usava para fazer sidra. Através de rotas de comércio exterior, navios finalmente chegaram com árvores que carregam maçãs modernas em meados do século XVII. Mas como não havia maneira de polinizar as árvores, a fruta não floresceu até que as abelhas européias foram trazidas algumas décadas depois.

Em 1697, os Estados Unidos viram a primeira torta de maçã no livro de Allen Metcalf, América em tantas palavras: palavras que moldaram a América Acreditado ser trazido por imigrantes suecos, holandeses e britânicos, a torta de maçã logo se tornou parte do repertório culinário americano. Mas, curiosamente, o prato foi declarado “exclusivamente americano” pelos colonos, em vez de observar suas verdadeiras origens culturais. O primeiro livro de receitas americano, American Cookery, inclui duas receitas de torta de maçã, sem reivindicar as raízes da receita. Na virada do século 20, a torta foi estabelecida como uma parte fundamental da cultura americana. No início da década de 1920, o prato chegou às obras literárias e, na década de 1940, “tão americano quanto a torta de maçã” foi cunhado como uma expressão de patriotismo. Enquanto a torta de maçã pode não ser ‘americana’, suas raízes na história da nação foram intricadamente tecidas em seu tecido cultural.»

(fonte: https://pt.yourtripagent.com/4060-brief-history-of-apple-pie-in-america)

RECEITA NA CATEGORIA DE SOBREMESA: Tarte de Maçãs e Nozes

tarte de maçãs e nozes

Ingredientes:

  • 1 massa quebrada de compra
  • 4 maçãs
  • 100g de manteiga
  • 3 ovos
  • 120g de açúcar amarelo
  • 150g de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de fermento e pó
  • 50g de farinha de noz
  • vinho do porto e canela em pó q. b.

Confeção:

  1. Pré-aquecer o forno a 180º.
  2. Descascar as maçãs, para depois serem cortadas às fatias finas e ainda polvilhadas com vinho do porto e canela em pó a gosto.
  3. Reservar as fatias de maçã.
  4. Colocar, numa taça, os ovos e o açúcar, misturando bem os ingredientes a seguir.
  5. Juntar a manteiga e envolver tudo muito bem.
  6. Adicionar as farinhas e o fermento em pó, mexendo novamente.
  7. Colocar a massa quebrada numa tarteira, podendo deixar-se ficar o papel vegetal que vem na embalagem de compra.
  8. Deitar a massa por cima da massa quebrada e logo a seguir distribuir as fatias de maçã reservadas.
  9. Levar a tarteira ao forno cerca de 20 minutos.

(fonte: http://www.sweetmykitchen.com/2016/03/tarte-de-maca-rapida.html?m=1&fbclid=IwAR3TRZ10MghJfcLT-dWkArl6xzM7C5QUyTNz89-AF-84wg3wNI2EmfQB85c)

1
(Visited 95 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *