Em primeiro lugar, sendo eu também formada a nível profissional na área da Matemática, desde muito cedo que os números prendem a minha atenção, achando muito interessante, o facto do Homem ter conseguido encontrar um certo significado para cada um deles, mediante a sociedade onde está inserido e aquilo em que acredita, de forma a saber guiar-se pelos caminhos que vai trilhando ao longo da vida.

Por exemplo, sendo o número cinco, aquele que está no meio do algarismo nove e também a soma dos primeiros números par e ímpar, o dois e o três, o 5 é, desde Pitágoras, considerado o número da união, da harmonia e do equilíbrio. Está associado ao homem, já que o seu corpo pode ser dividido em cinco partes e os seus cinco sentidos são utilizados para a perceção do mundo.

Santa Hildegarda considerava o número cinco como o número do homem que, dividido em cinco partes, ou cinco quadrados no comprimento e outros cinco na largura, se podiam inscrever num quadrado perfeito, facto que foi representado por Leonardo da Vinci.

Para Pitágoras, o cinco era a harmonia suprema que foi representada na arquitetura das catedrais do período gótico, com as estrelas de cinco pontas, as rosáceas de cinco pétalas e a cruz que também simboliza o número cinco, com as suas quatro retas por oposição a um centro.

 

Outras interpretações:

  • Na China, o número cinco simboliza o centro e o planeta Terra, o casamento de Yin e Yang, ou do Céu e da Terra, e também o número do coração humano.
  • Na Índia, o cinco é a reunião do número dois feminino e do número três masculino e sendo o número de Shiva, na sua manifestação de transformador, é também o número da criação da vida. O pentágono estrelado é também um dos Yantras ou símbolos de Shiva, que domina as cinco regiões da terra e que por vezes se manifesta com cinco rostos.
  • Na América Central pré-colombiana, o cinco era um número divino, que correspondia ao deus do milho e era representado por uma mão aberta.
  • Em África, a simbologia do cinco apresenta características diversas, já que representa o ser incompleto, a instabilidade, o caos, e é considerado, na generalidade, um número que traz consigo um mau augúrio.
  • Para o Islão, o cinco é, pelo contrário, um número de boa sorte, associado ao casamento, às cinco horas de oração, aos jejuns, à lei de vingança até à quinta geração ou ao esconjuro dos cinco dedos contra o mau olhado e à quinta-feira, que é um dia protegido.

Em resumo, os últimos 5 anos, relativamente à minha página do Facebook Cozinha Com Rosto, foram sinónimo de múltiplas partilhas, encontros, emoções, sabores e sensações!

Espero, contudo, continuar esta minha caminhada por muitos mais anos ainda, porque, na verdade, o projeto Cozinha Com Rosto começou exatamente no dia 12 de março de 2014, ou seja, numa altura em que eu não imaginava o que iria resultar dali, de uns primeiros posts cujo único objetivo era somente o de partilhar o que eu ía confecionando por casa, de forma a motivar outros a fazerem o mesmo!

Foi algo que foi surgindo, no início, um pouco a «medo», confesso, mas cheia de vontade de aprender coisas novas e de explorar outro mundo que, afinal de contas, tem tudo a ver com o que nós somos e a todos os níveis!

E aos poucos fui fazendo algumas formações, aperfeiçoando algumas técnicas, pesquisando histórias das receitas mais apreciadas, conversando com alguns profissionais na área da cozinha, participando em alguns eventos, etc.

Considero que sou uma pessoa relativamente curiosa e cada vez mais adepta de uma alimentação mais variada possível e ao mesmo tempo  salutar para o nosso próprio organismo, capaz de influenciar os nossos pensamentos e ações de uma forma positiva, perante uma vida infelizmente cada vez mais agitada e sem tempo para os outros ou até para nós mesmos…

E como também sou professora, observo que os jovens de hoje em dia até têm a sua vida bastante facilitada, em que tudo ganha «asas» facilmente, porém, muitas vezes sem perceberem o real sentido das coisas que observam com um simples clicar no écran do seu telemóvel de topo…

Um conselho: marquem na vossa agenda um encontro com vocês próprios e mimem-se um bocadinho todos os dias, de forma a estarem predispostos a aceitar novos desafios no trabalho, a conhecer novas pessoas, a alterar hábitos, ou seja, a concentrarem-se mais no que mais importa e… seguir em frente, porque eu também acredito no destino, já que nada acontece por acaso, pensem nisso!

E porque não marcarmos já um encontro entre nós, através do intitulado Grupo Fechado do Facebook Cozinha Com Rosto aqui?

É certo que o mesmo já foi inaugurado no ano de 2016, não tendo tido a disponibilidade desejada para o desenvolver, mas agora estou mais predisposta a fazê-lo, vamos lá?

Por outras palavras, esta era a grande surpresa do dia: novo lançamento do Grupo Fechado do Facebook Cozinha Com Rosto!

Acrescente-se ainda que, a partir de agora, terei todo o gosto em deixar entrar todo aquele que mostrar interesse por partilhar, tal como eu: receitas, lojas, restaurantes, livros, eventos, histórias da gastronomia, temas a ver com dietas alimentares, notícias e curiosidades a ver com a cozinha em geral, etc.

E não se esqueçam que ainda continua a ser possível fazerem parte do chamado Livro de Receitas do Grupo Fechado do Facebook Cozinha Com Rosto em formato Excel, sendo já possível voltar a inserir as vossas receitas preferidas aqui!

Para finalizar, como eu costumo enviar, mas só para os Subscritores deste Blog, a tal Revista Digital Mensal Cozinha Com Rosto, gratuita e em formato PDF, por acaso gostariam de ver publicadas algumas das vossas receitas nessa mesma Revista?

Por favor, contactem-me através de cozinhacomrosto@gmail, no caso que terem alguma dúvida sobre este assunto ou então sentirem necessidade de obter mais algum tipo de esclarecimento, obrigada.

(fonte: https://www.infopedia.pt/$cinco-(simbologia))

0
(Visited 20 times, 1 visits today)

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *