A etimologia da palavra spaghetti significa “uma pequena corda”, exatamente como o primeiro esparguete, irregular e feito a mão, deve ter sido.

Esparguete (português europeu) (do italiano spaghetti) ou macarronete é uma pasta alimentícia desidratada e dura à base de sêmola de trigo, consumida sob a forma de fios. Há vários tipos de esparguete conforme o seu diâmetro (spaghettone, spaghettino, capellini, vermicelli, vermicelloni). O prato é consumido tradicionalmente com diferentes molhos (bechamel, tomate, ragu, quatro-queijos etc.). Os tipos e nomes variam de acordo com o diâmetro das massas alimentícias e a região de produção. Eles são fervidos em bastante água salgada.

Também é conhecido como: Fide (na Sicília, fidillini). Para o mais fino, capelli d’angelo (cabelo de anjo), Capellini (cabelo), capelvenere (cabelo de Vénus), fedelini, fidelini e sopracapellini, mas também vermicelli mezzi, spaghettini e vermicellini. Para o mais grosso, filatelli, Spaghettoni, vermicelloni e vermicelloni giganti. As formas finas são servidas no caldo de carne; as mais grossas, como Pastasciutta, com molhos tradicionais locais.

O escritor Giuseppe Prezzolini disse que “o esparguete tem o mesmo direito ou mais de pertencer à civilização italiana que Dante tem”. As massas, de fato, tornaram-se num símbolo da Itália. Têm o lugar de honra no menu e, devido à variabilidade dos condimentos que podem ser combinados com ele para se fazer uma refeição substancial e equilibrada, é, atualmente, a mais popular comida nas mesas italianas de todas as classes sociais.

Por muito tempo, discutiu-se qual povo teria inventado o spaghetti e as massas em geral: os chineses, os árabes ou os italianos. A origem até recentemente admitida era árabe, na forma do spaghetti seco, a chamada Itrjia, que entrou na Europa quando da dominação árabe na Sicília, no século IX. Aí, essa massa foi sendo mais elaborada desde sua chegada a Trabia, próximo a Palermo. A Sicília ficou sendo a “pátria” dessa iguaria, até ser substituída por Nápoles, já no século XVIII.

Outra teoria sobre a chegada na Itália do spaghetti atribui esse feito a Marco Polo, que teria trazido essa novidade na volta de sua viagem à China, entre 1271 e 1295. Hoje, porém, sabe-se que já havia registos anteriores de spaghetti e maccheroni (macarrão) na Península Itálica.

Pesquisas do Instituto de Geologia e Geofísica da Academia de Ciências de Pequim, sob o comando do professor Houyuan Lu, mostraram que, embora os mais antigos registos escritos em chinês acerca dos spaghetti datassem dos anos 25 a 220, durante a Dinastia Han, essa massa alimentícia era bem mais antiga. Houyauan Lu escavou no sítio arqueológico de Lajia (junto ao Rio Amarelo, em Haidong, na província Qinghai, no noroeste da China) da cultura Qijia, onde teria nascido a civilização chinesa. O local fora destruído por um terramoto, seguido de inundação, no final do Neolítico. Ali, um recipiente soterrado sob diversas camadas de argila continha um fio cilíndrico, espesso em diâmetro e com cerca de meio metro de comprimento, feito de milheto. Tratava-se de um precursor dos spaghetti. Os árabes teriam sido, tão somente, os introdutores dessa invenção chinesa na Europa.

Feito com farinha de trigo e água, o esparguete era, originalmente, confeccionado à mão e, mais tarde, passou a ser obtido por extrusão através de uma fieira. Hoje, ele é produzido em fábricas.

RECEITA: Esparguetada de Gambas e Rúcula

Ingredientes:
– esparguete com sabor a caril q. b.
– 2 dl de azeite
– sal q. b.
– 3 alhos picados
– 1 cebola pequena picada
– 1 folha de louro
– 1 embalagem de gambas descongeladas
– sumo de limão q. b.
– 2 dl de vinho branco
– orégãos q. b.
– 1 embalagem de rúcula
– 1 colher de sopa de margarina
– 1 ramos de salsa picada
– queijo ralado q. b.
– sementes a gosto q. b.
Confeção:
1) cozer o esparguete com sabor a caril conforme as respetivas informações contidas na embalagem
2) colocar o azeite, os alhos e a cebola e a folha de louro num wook a refogar em lume brando, para depois juntar as gamas e deixar cozinhar em lume médio
3) verter o sumo de limão e o vinho branco, para além dos orégãos
4) quando se adicionar a embalagem de rúcula, colocar também a margarina, tal como o esparguete entretanto cozido e escorrido da água e ainda a salsa 
5) para finalizar, basta juntar o queijo ralado a gosto, já com o lume apagado, e servir, depois só no prato com umas sementes a gosto por cima

 

RECEITA: Frango Guisado com Esparguete e Salada
Ingredientes:
– esparguete q. b.
– azeite q. b.
– 3 alhos picados
– 1 cebola pequena picada
– 1 folha de louro
– sal q. b.
– 1 frango cortado aos pedaços
– 1 tomate
– polpa de tomate q. b.
– 1 colher de sopa de pasta de pimentão 
– 2 dl de vinho branco
– 2 dl de vinho do Porto
– orégãos q. b.
– 1 embalagem de rúcula
– 1 dl de óleo
– 1 ramos de salsa 
– folhas de alface q. b.
– 1/2 cebola pequena cortada às meias luas
– vinagre de vinho branco q. b.
– crutons de pão integral
 
Confeção:
1) preparar um refogado com o azeite, a cebola, o alho e a folha de louro;
2) ao mesmo tempo, num outro tacho, ir cozendo o esparguete em água a ferver, à qual se juntou um pouco de óleo e sal;
3) juntar os pedaços de frango ao tacho anterior, para primeiro deixar corar um pouco em lume brando;
4) adicionar o tomate ao preparado anterior, tal como a polpa de tomate, a pasta de pimentão, o vinho branco e o vinho do Porto;
5) colocar o raminho de salsa e o sal;
6) deixar cozinhar a carne com o tacho tapado e em lume brando;
7) preparar a salada: juntar a alface, a cebola e os crutons, tudo temperado a gosto com o sal, o azeite e o vinagre de vinho branco;
8) retirar os dois preparados do lume e colocar no prato de servir, escorrendo a água ao esparguete, bem como a salada de alface já preparada anteriormente.

 

RECEITA: Esparguete de Presunto, Bacon e Cogumelos,
servido com Molho de Natas com Sabor a Cogumelos
Ingredientes:
– esparguete q. b.
– 2 dl de azeite
– sal q. b.
– 3 alhos picados
– 1 lata pequena de cogumelos laminados
– 100 gr de presunto cortado aos pedaços
– 100 gr de bacon cortado aos pedaços
– 1 embalagem de molho de natas com sabor a cogumelos
 
Confeção:
1) cozer o esparguete conforme as respetivas informações contidas na embalagem
2) colocar o azeite e os alhos a fritar um pouco em lume brando, para depois juntar os cogumelos, o bacon e o presunto, deixando cozinhar tudo em lume médio
3) mais tarde, adicionar o molho de natas com sabor a cogumelos, deixando apurar tudo e retificar temperos

 

RECEITA: Costeletas de Porco de Cebolada acompanhadas de Esparguete, Brócolos e Pepino 
Ingredientes:
– costeletas de porco q. b.
– esparguete q. b.
– brócolos q. b.
– 2 latas de cogumelos laminados 
– 1 dl de azeite
– sal q. b.
– piripiri q. b.
– 3 alhos picados
– pimentão doce q. b.
– 2 folhas de louro
– 1 cebola grande laminada
– 1 dl de vinho branco
– 1/2 pepino descascado e cortado aos cubos
– 1 colher de sopa de margarina
– umas gotas de sumo de limão
Confeção:
1) cozer o esparguete conforme as respetivas informações contidas na embalagem
2) colocar o azeite, a cebola, o louro e os alhos a refogar um pouco em lume brando, para depois colocar por cima as costeletas, distribuindo-se o sal, o piripiri, o vinho branco, o sumo de limão e o pimentão doce, deixando cozinhar tudo em lume brando
3) mais tarde, virar as costeletas e adicionar os cogumelos
4) retificar temperos, desligar o lume e servir as costeletas de porco com o esparguete, os brócolos anteriormente bringidos e o pepino
RECEITA: Esparguete de Atum com Ervilhas e Milho
Ingredientes:
– esparguete q. b.
– 1 lata de atum
– 1 dl de azeite
– sal q. b.
– 3 alhos picados 
– 1 lata pequena de milho
– 1 lata pequena de ervilhas
– 1 embalagem de «molho base» para massas napolitanas ou outro a gosto
Confeção:
1) cozer o esparguete conforme as respetivas informações contidas na embalagem
2) colocar o azeite e os alhos a fritar um pouco em lume brando, para depois juntar o milho e as ervilhas, deixando cozinhar tudo um pouco em lume médio
3) mais tarde, adicionar o tal «molho base», deixando cozinhar conforme a embalagem indicar
4) retificar temperos, desligar o lume e servir

 

RECEITA: Coelho Guisado com Esparguere com Esparquete e Salada Verde
 
Ingredientes:
– esparguete q. b.
– azeite q. b.
– 4 alhos esmagados
– 1 cebola pequena picada
– 2 folhas de louro
– sal q. b.
– 1 coelho cortado aos pedaços
– 1 tomate maduro cortado aos pedaços
– polpa de tomate q. b.
– 1 colher de sopa de massa de pimentão 
– 2 dl de vinho branco
– 2 dl de vinho do Porto
– 1 dl de óleo
– 1 raminho de salsa 
– folhas de alface q. b.
– 1/2 cebola pequena cortada às meias luas
– vinagre de vinho branco q. b.
– sementes a gosto
Confeção:
1) preparar um refogado com o azeite, a cebola, os alhos e as folhas de louro, juntando depois o tomate;
2) ao mesmo tempo, num outro tacho, ir cozendo o esparguete em água a ferver, à qual se juntou um pouco de óleo e sal;
3) juntar os pedaços de coelho ao tacho anterior, 
tal como a polpa de tomate, a massa de pimentão, o vinho branco, o vinho do Porto, o sal e a salsa, deixando cozinhar tudo com o tacho tapado e em lume brando;

4) preparar a salada verde: juntar as alfaces e as sementes, temperado a gosto com o sal, o azeite e o vinagre de vinho branco;

5) retirar os dois preparados do lume e colocar no prato de servir, escorrendo a água ao esparguete, bem como a salada verde já preparada anteriormente.
 
0
(Visited 30 times, 1 visits today)

2 Comments

  1. Mónica Rebelo 23 Fevereiro 2018 at 23:30

    Muito obrigada pelo seu comentário e ainda bem que gostou 🙂 agora desafio-a a experimentar a fazer uma qualquer à sua escolha e a dizer-me depois se valeu mesmo a pena arriscar ou não 😉 e acredite que ainda há muito por descobrir e saborear neste mundo fantástico e apaixonante da gastronomia, porque… nós somos o que comemos!
    E… volte sempre, beijinhos!
    Mónica Rebelo do blogue Cozinha Com Rosto.

    Reply
  2. Miss DeBlogger 23 Fevereiro 2018 at 23:21

    Não sabia que havia tanta discussão em volta de esparguete! Que interessante :p gostei de todas as receitas! Se já não tivesse jantado ficava com fome só de olhar :p beijinhos

    Reply

Leave A Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *